domingo, 7 de setembro de 2008

Lhasa apso: Problemas comuns a raça

Normalmente os Lhasas são cães bastante resistentes a doenças. No entanto, até em função de sua vasta pelagem é ela quem precisa de mais atenção.

Dermatites são a principal doença apresentada pelos cães. Os sintomas das dermatites são pequenos pontos avermelhados, caspinhas e coceiras na pele. Quando o caso é grave, pode desencadear infecções bacterianas no local. Alguns exemplares podem apresentar uma maior sensibilidade alérgica, normalmente à pulgas.

Conjuntivite - inflamação das mucosas dos olhos, normalmente provocadas pela irritação provocada pelos pêlos que caem sobre os olhos. Para evitar, recomenda-se prender a franja.

Outras doenças genéticas que podem aparecer no Lhasa são:

Atrofia Progressiva da Retina (PRA) - A Degeneração Progressiva da Retina ou Atrofia Progressiva da Retina é uma doença que afeta as células da retina causando a cegueira do cão. Em algumas raças, a origem da cegueira é dada por desenvolvimento anormal da retina, chamado de displasia da retina.
É um processo lento de degeneração do tecido retinal, de fundo genético, transmitido por genes recessivos. Por isso, em diversos países as entidades de raças exigem que os futuros reprodutores sejam avaliados e os que possuem os genes para a PRA sejam esterelizados, como forma de diminuir a incidência do problema.

Displasia Renal (Familial Kidney Displasia). É uma doença mais rara. Manifesta-se entre dois a três anos de idade. Causa perda de peso; prostração, ingestão exagerada de água e a urina fica transparente. O cão pode nunca apresentar sintomas. Se apresentá-los, há tratamento, mas permanece o risco de morte por insuficiência renal.
Padrão oficial
APARÊNCIA GERAL
bem balanceado, vigoroso, com densa pelagem, alegre e autoconfiante, de temperamento alerta, estável, mas um tanto reservado, com estranhos.

CABEÇA E CRÂNIO
abundante pelagem, na cabeça, com acentuada queda sobre os olhos, bigodes e barba bem desenvolvidos. Crânio, moderadamente estreito, diminuindo atrás dos olhos, não perfeitamente plano, mas também não abobadado ou em forma de maçã. Focinho reto, com stop moderado. Trufa preta. Focinho não quadrado, com aproximadamente quatro centímetros, seu comprimento, a partir da ponta do nariz corresponde, aproximadamente, a um terço do comprimento da trufa ao occipital.

Olhos: escuros, ovais, de tamanho médio, inserção frontal e rente com a superfície da pele, ocultando o branco, tanto abaixo, quanto acima da íris dos olhos.

Orelhas: pendentes, de densa pelagem.

Boca: mordedura em tesoura invertida, isto é, na oclusão, a face interna dos incisivos superiores deve tocar a face externa dos inferiores, incisivos tão bem distribuídos e tão alinhados quanto possível. É desejável a dentição completa.

PESCOÇO: forte e bem arqueado.

ANTERIORES: ombros bem acoplados. Membros anteriores retos e providos de densa pelagem.

TRONCO: bem proporcionado e compacto, de comprimento, medido da ponta do ombro ao ísquio, maior que a altura na cernelha. Costelas bem arqueadas. Linha superior de nível. Lombo forte.

POSTERIORES: bem desenvolvidos, com boa musculatura, boa angulação e pelagem densa. Visto por trás, jarretes paralelos e não muito juntos.

PATAS: redondas, como as do gato, com almofadas planares e fortes, bem peludas.

CAUDA: de inserção alta, bem deitada sobre o dorso, mas não, como alça de panela, freqüentemente com uma rosca na extremidade. Profusamente franjada.

MOVIMENTAÇÃO: desenvolta e ágil.

PELAGEM: externa longa, pesada, lisa, áspera, nem lanosa nem sedosa. Subpêlo moderado.

COR: dourado, areia, mel, mesclado escuro, malhado, esfumado, particolor, preto, branco e castanho. Todas as cores são igualmente aceitáveis.

TALHE: altura ideal de 25,4 cm no ombro, para machos; fêmeas ligeiramente menores.

FALTAS: qualquer desvio, dos termos deste padrão, deve ser considerado como falta e penalizado na exata proporção de sua gravidade.

NOTA: os machos devem apresentar dois testículos de aparência normal, bem desenvolvidos e acomodados na bolsa escrotal.

14 comentários:

edemar disse...

Tenho um lhasa apso de quase 4 anos ele me foi dado a pouco tempo e ja veio com uma cirurgia no olho , mas percebo que sempre tem lagrimas no olho acho q quase em exagero, isso é normal???

RONALDO disse...

tenho um ihasA COM 6 ANOS DUAS VEZES ELE MUITO ALEGRE DESMAIOU POR 1 MINUTO DEPOIS FICOU 19 MINUTO QUIETINHO ISSO E GRAVE PESSO AJUDA 96048043 RONALDO IMEIO RONVASTELECOM@IG.COM.BR

Angela Luzia da Silva Maia disse...

tenho uma lhasa que esta com uma mania de lamber xixi, qual sera a causa? pois nao deixo faltar agua para ela. e eh muito bem cuidada.

Diogo Piva disse...

Olá Angela... essa mania de estar lambendo xixi pode ser por dominancia mesmo, ela pode estar fazendo isso como os machos fazem qdo querem saber se a femea esta no cio ou não, achoq nao eh preocupante, mas se for com o proprio xixi ai tem q ver o q ela ta querendo dizer com isso... Abraços

Diogo Piva disse...

Ronaldo, o ideal seria fazer uma consulta ao veterinario para ver possiveis causas desse acontecimento, pois atraves de exames e sintomas clinicos ele podera dizer melhor se ha algo ou não em sue LHASA. Abraços

Tales Covre disse...

Meu lhasa apso se chama Bob e têm problemas quando bebe água, pois a água escorre um pouco sobre o pescoço deixando a pelagem mais grossa. Alguém sabe um método para solucionar isso ????

Luis Henrique Campos disse...

Meu lhasa tem algum problema logo em cima dos olhos. Tipo um grosseirao na testa. E também se coça bastante

Luis Henrique Campos disse...

Alguém pode me ajudar e informar o que pode ser???

carol nogueira garcia disse...

oi tenho um lhasa apso e ele tem 6 anos queria saber o que posso fazer para diminuir o mau cheiro q ele anda e a minha mae ja levou em varios veterinarios

amanda cristinah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
amanda cristinah disse...

ola tenho um lhasa de 2 anos,muitas vezes ele fica sm ar,tipo puxa o ar para dentro e os olhos ficam regalados,o veterinario disse que por ter o focinho curto isso é normal,por favor me ajude pois nao consio dormir,com medo dele ficar sem ar,pois eu sopro quando isso acontece,obrigado....

izabel maria da silva Braga disse...

Bom dia ! Tenho uma Lhasa de 6 anos, ela tem pelo corpo como cisto sebáceo ou de água. Pode ser grave?

Marcia Costa disse...

Tenho uma Lhasa Apso de 7 anos e ela vem apresentando secreção nos olhos. Usei colírios contento antibióticos e antinflamatórios receitados pelo veterinário mas, não tem adiantado. O que faço?

elias barbosa lima disse...

Em questão do cachorro fazer xixi por favor, leve ate o veterinário pq ele vai indicar o remédio d verme e do cachorro tomar agua e escorrer no pescoço coloque da próxima vez um canudinho p ele nai molhar kkkkkk
Aprendam a fazer perguntas